Não, Não Olhe! é um filme que se entrega e foge do óbvio

Não, Não Olhe! É um longa terror, suspense e comédia

Incerta por conta do medo e empolgada pela originalidade, ponderei muito se veria o novo filme de Jordan Peele nos cinemas, mas quando me decidi, fui recompensada com ótimos atores, uma história eletrizante e aspectos sobre os quais eu pouco tinha pensado antes.

Não, Não Olhe! É um longa terror, suspense e comédia, no qual uma cidade do interior da Califórnia começa a ter eventos bizarros e extraterrestres. No local dessas aparições, a dupla de irmãos OJ e Em possuem um rancho de cavalos e são vizinhos de um parque de diversões inspirado no velho oeste. 

Tudo pode parecer desconexo de primeira, inclusive, a primeira cena do filme inicialmente pode nos parecer apenas bizarra, mas o ponto aqui é a necessidade do ser humano em domesticar, em tentar domar o que não conhece e o que acha ser inferior a ele. Nesse aspecto, o filme sem dúvidas apresenta cenas impecáveis, como a do chimpanzé e a da “doma” de um cavalo.

Outro ponto de louvor aqui são os protagonistas OJ e Em, que para mim são os personagens mais cativantes a aparecerem nos filmes de Peele. Ele, um cara sério e seguidor de regras que não quer deixar o legado de sua família se esvair, ela, astuta, engraçada e o coração da família. Intepretados por Keke Palmer e Daniel Kaluuya, conseguimos perceber nuances em ambos e, no final, só torcemos para que tudo dê certo.

Agora sobre o final, ao meu ver foi ali em que tudo deu uma caída, acho a solução muito fácil, não gosto de pouco entendermos sobre o interior desse alienígena e sinto que a decisão tomada na última cena tira um pouco do peso da obra, que até aquele momento pouco nos tinha poupado.

Por fim, este é uma filme que merece reconhecimento pela visão diferente que transborda, por sua estética, por suas músicas e por todo jeito Jordan Peele de ser, Corra! Ainda segue meu preferido, mas Não, Não Olhe! Me deixou mais empolgada do que Nós.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.