Uncoupled – Uma review honesta sobre a série

Uma série leve, curta e com o eterno Barney

Quer ver uma produção com Neil Patrick Harris? Comédia dramática sobre término de relacionamento e, por que não, de novos relacionamentos também?

Recém lançada, Uncoupled é uma série com apenas uma temporada que conta com 8 episódios de meia hora.

Marcia Gay Harden é Claire, uma mulher que está passando por problemas similares aos de Michael: ele sofre com o término abrupto de um relacionamento longo com seu companheiro. Mas ele pode contar com alguns amigos. Entre eles, sua amiga e parceira de trabalho Suzanne, que é nada menos que Tisha Campbell – a patroa! De “Eu, a patroa e as crianças”. Sabia dessa? 

No começo ela me incomodou um pouco, mas acostumei e ela se tornou genuína ao longo da trama. A dublagem eu tenho quase certeza que é a mesma da patroa.

Agora, um alerta: há erotismo, clichês gays e frases pervertidas. Sim, temos nudes e relacionamento homoafetivo. Temos também frases de efeito e bons diálogos.

Eu já passei por essa fase de “Desconjugada” e me identifiquei em alguns pontos. Acho que todo mundo passa por situações assim com términos: geralmente como na pele de Michael (ou Claire) achamos que não vamos suportar. Mas para isso temos os amigos, família, trabalho, lazer, enfim, situações para nos apegar e seguir em frente.

Uma série leve, curta e com o eterno Barney (HIMYM – que eu nunca vi inteira mas sempre gostei dele lá).

Ah! E mais do que saber o que vai rolar com ele e Colin após essa temporada, eu quero saber sobre Stanley e Suzanne e seus respectivos desfechos! 

Disponível na Netflix, vai conferir?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.