Olá, Adeus e Tudo Mais tenta ser muito maduro e falha com isso

Nenhum dos personagens principais é carismático

As comédias românticas são um dos meus gêneros preferidos, se não for o preferido de todos, então quando ouço que a Netflix vai lançar uma nova, já coloco na minha lista e espero pelo melhor, mas infelizmente isso nem sempre acontece. 

Mas vamos lá, hoje vou falar sobre Olá, Adeus e Tudo Mais, longa que conta a história de Clare e Aidan, que têm apenas uma coisa a fazer na noite antes de partirem para a faculdade: descobrir se devem continuar namorando ou terminar. Ao longo de doze horas, eles irão refazer os passos do relacionamento, na tentativa de descobrir algo no passado que possa ajudá-los a decidir sobre o futuro.

Talvez seja por conta da minha idade (apesar de eu ainda ser bem nova) ou das minhas novas experiências, mas não consegui me conectar e, nem acreditar por um segundo, que Clare achava que terminar seu relacionamento era o certo e que ela queria desbravar o mundo. 

Creio que isso ocorra por conta da falta de aprofundamento na personagem, que joga algumas informações sobre seu passado durante todo o filme, mas em nenhum momento tenta se colocar no lugar de sua mãe ou do seu pai. Aliás, senti que talvez, no final do filme, ela tivesse uma conversa honesta com a mãe sobre o assunto, mas isso não aconteceu.

Por outro lado, temos o personagem do Aidan em cena, e no começo eu gostava muito dele, mas depois de certo tempo de filme, já estava irritada com suas atitudes egoístas e levemente hipócritas. Fora isso, também temos alguns coadjuvantes no meio da história, mas achei eles pouco relevantes na jornada como um todo.

Em suma, se você estiver procurando por uma comédia romântica excepcional na Netflix, eu recomendo outras.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.