Tudo em Todo Lugar ao Mesmo Tempo é o verdadeiro multiverso da loucura 

Um dos filmes mais diferentes e legais que já assisti

Não há uma forma simples de falar sobre este filme sem dar spoilers e, mesmo assim, cativar as pessoas a assistirem ele, uma obra que é no mínimo uma das coisas mais doidas e boas que já assisti na vida. Hoje o papo é sobre Tudo em Todo Lugar ao Mesmo Tempo e darei o meu melhor para não falar nada que possa estragar a experiência de vocês.

Em breve sinopse, uma ruptura interdimensional bagunça a realidade na terra e uma inesperada heroína precisa usar seus novos poderes para lutar contra os perigos bizarros do multiverso. E sim, este longa é anos luz melhor do que Doutor Estranho e o Multiverso da Loucura, não tem nem como discutir.

Por mais que Tudo em Todo Lugar ao Mesmo Tempo seja longo, eu gostaria de ter um último ato ainda maior, isso, para que eu pudesse explorar melhor o final, absorver tudo o que vi. Mas isso não é algo que atrapalha, a verdade é que só queremos entrar cada vez mais nestes universos, que são ricos em beleza, estranheza e aprendizado.

Também tenho que elogiar o figurino e a trilha sonora do filme, que se mantém impecáveis do começo ao fim. Destaco ainda os personagens principais, em especial, Joy, que entrega uma atuação fantástica e níveis acima do que eu esperava.

Tudo em Todo Lugar ao Mesmo Tempo merece sua atenção, assista.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.