O Preço do Talento – Um filme para quem gosta do Nicolas Cage

Por: Bárbara Pinto

Não importa o quanto você odeie Nicolas Cage, é impossível negar o quão bom é “O peso do talento”. Um filme onde o Sr. Cage se prova o grande ator que ele é, mesmo que tenha criado uma reputação contrária.

Ele usa atuação xamanica para denominar sua técnica habitual, que no filme certo é incrível, como “Mandy”, “A cor que caiu do espaço”, entre outros que mesmo não sendo filmes para Oscar, ainda são ótimos filmes. Não tenho conhecimento suficiente para conseguir explicar o que é a atuação xamanica, porém é aquilo que ele faz na maioria dos filmes, como se ele estivesse ficando maluco, o que eu particularmente amo, mas sei que algumas pessoas odeiam.

No entanto, em “O peso do talento”, Nicolas Cage é ninguém mais, ninguém menos que Nick Cage, sim ele mesmo, um ator super conhecido e talentoso, entediado por não se sentir desafiado com o trabalho e ainda sendo subestimado.

Fazendo ele mesmo, ser caótico como de costume não caberia no filme, então ele segue agindo normalmente, com alterações pontuais de “loucura”, como quando ele conversa com sua versão mais jovem e caótica.

Estando entediado com sua carreira, ele resolve aceitar o convite de seu fã, interpretado por Pedro Pascal, de ir para ilha particular dele, os acontecimentos a partir daí se desenrolando em um filme de ação digno de ser estrelado por Nicolas Cage. Desses gostoso de se assistir e bem feito, com várias piadas sobre a carreira de Cage e com a filha do Michael Sheen interpretando a filha de Nick, essa é uma curiosidade inútil que eu amei descobrir.

Talvez meu carinho ou a minha suspensão da descrença façam eu ter dificuldade em achar defeitos nesse filme, mas o que eu posso dizer é que se você gosta de espiões, ação, comédia ou Nicolas Cage, vale muito a pena.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *